Gauchão 2022
Ypiranga vence o Brasil por 3 a 1 e é finalista do Gauchão 2022

23 MAR 2022 21:35


Canarinho venceu mais uma dentro de casa - Crédito: Ilair Júnior / FGF

Em um jogo emocionante até o fim no estádio Colosso da Lagoa, em Erechim, o Ypiranga venceu o Brasil de Pelotas por 3 a 1 nesta quarta-feira (23) e está classificado para a grande final do Gauchão pela primeira vez em sua história.

Depois de perder por 1 a 0 na ida, o Canarinho conseguiu a diferença de gols necessária com Erick (duas vezes) e Hugo Almeida. Luizinho marcou para o Xavante, que poderia ter diminuído a derrota para 3 a 2, empatando no saldo e levando às penalidades, mas Edson defendeu pênalti cobrado por Marllon nos acréscimos da partida.

CONFIRA A TABELA DO GAUCHÃO


Agora, o Ypiranga, que mantém o 100% de aproveitamento jogando em casa com sete vitórias em sete jogos, enfrenta o Grêmio em um final inédita, com o primeiro jogo em Erechim e o segundo em Porto Alegre. As finais serão disputadas nos dois próximos sábados (26 de março e 2 de abril), às 16h30. O Brasil ficou com o título de campeão do Interior.

O JOGO

Precisando vencer, o Ypiranga começou o jogo pressionando. Em questão de 15 minutos, Hugo Almeida teve duas oportunidades na grande área: na primeira, cabeceou para fora e, na outra, finalizou para defesa de Marcelo. Aos 25, de tanto insistir, o Canarinho abriu o placar. Após bate e rebate, a bola se ofereceu a Erick, que, em frente ao goleiro, desviou para as redes.

O Brasil reagiu de imediato. No minuto seguinte, Luizinho arriscou de longe, a bola bateu na defesa e entrou: 1 a 1. O ritmo do jogo seguiu frenético. O Ypiranga desempatou aos 31 minutos, apostando em mais uma jogada de Gedeílson. O lateral-direito chegou ao fundo e cruzou na cabeça de Hugo Almeida, que, na sua terceira tentativa, conseguiu vencer Marcelo: 2 a 1.

No segundo tempo, partiram do Canarinho as melhores oportunidades. Aos 13, Matheus Santos invadiu a área, cortou a marcação e bateu para grande defesa de Marcelo. Aos 24, no entanto, o goleiro do Xavante nada poderia fazer. Lorran acionou Erick, que, na saída do camisa 1, finalizou por cobertura: golaço e 3 a 1. Mas o Brasil também fazia um bom jogo e não desistiu. Perto do fim, Luizinho foi derrubado na área. Marllon cobrou o pênalti, mas Edson acertou o canto e salvou o Ypiranga, finalista do Gauchão 2022.