Notícia - Todas
08/12/2017 - 08:00

Terceira rodada da Copa Internacional Ipiranga Sub-20

Pela terceira rodada da Copa Internacional Ipiranga de Futebol Sub-20, o time Júnior do Internacional perdeu para a Chapecoense por 3 a 1 na manhã de quarta-feira, em duelo disputado no CT de Alvorada. Nesta sexta-feira (08/12), às 10h, o Celeiro de Ases volta a campo para enfrentar o São Paulo no CT de Alvorada. Nesta rodada, Grêmio e Juventude descansaram e voltam a campo só no sábado.

Na primeira etapa, o Inter do técnico Fabio Matias teve mais posse de bola e volume de jogo, enquanto a Chapecoense jogava fechada e tentava escapar nos contra-ataques. Aos 39, Edson Guilherme foi derrubado na área. Pênalti para o Inter. Richard cobrou e converteu. Mas a Chapecoense voltou melhor no segundo tempo, embora somente aos 32 minutos, Bruno escapou pela direita, invadiu a área, venceu o goleiro colorado Miguel e empatou o jogo. Aos 40, após cobrança de escanteio, Vini aproveitou uma sobra de bola e anotou o segundo dos catarinenses. Aos 48, Welissol fez o terceiro.

Na outra partida do Grupo D, um duelo argentino entre Lanús e Argentinos Juniors. E Los Granates se deram melhor e conquistaram seus primeiros três pontos com a vitória de virada por 4 a 2. Luca Andre abriu o placar ainda no primeiro tempo e Lucas Ezequiel ampliou aos 37 minutos da segunda etapa. Porém, a partir dos 40 minutos, bastaram 5 minutos para o Lanús marcar quatro vezes com Alanis, Algañaraz, Lopez e Lodico.

Ainda na quarta-feira, pelo Grupo B, o Botafogo venceu a primeira na Copa e segue vivo por uma vaga na segunda fase. Comandado por Eduardo Barroca, o time alvinegro dominou o jogo contra o Toluca, chegando a 3 pontos na competição. Com o controle da bola, organização e transição, o Botafogo foi melhor que seu adversário.

Na etapa final, o Fogão foi mais incisivo, fez o goleiro adversário trabalhar para evitar gols de Luan, até que abriu o placar. Após cruzamento na área, Luca cabeceou, a bola bateu na trave, pegou efeito e entrou no outro lado, aos 22 minutos. Em vantagem, o time sofreu uma ameaça de gol, mas Diego fez grande defesa. No fim, Luan foi oportunista para pegar rebote e colocar 2 a 0 no placar.

Atlético e Bahia empataram em 1 a 1, na noite de quarta-feira, no Campo da PUC. O Galinho lidera o grupo B da competição, com sete pontos, duas vitórias e um empate em três partidas.

 O destaque no jogo foi golaço do Alvinegro marcado pelo meia Daniel, abrindo o placar aos 43 minutos do primeiro tempo, encobrindo o goleiro adversário com um chute do meio do campo, repetindo o feito do venezuelano Otero, da equipe profissional do Galo pelo Campeonato Brasileiro. O gol do Bahia veio aos 25 minutos do segundo tempo com Felipinho. O Esquadrão Baiano soma 4 pontos em dois jogos.

Já na quinta-feira, no Estádio do Vale, o Huracán derrotou a Ponte Preta e lidera o Grupo C, com os mesmos 6 pontos do Juventude mas maior saldo de gols. As duas equipes se enfrentam na próxima rodada. Os gols do Globo foram convertidos por Martín Sarrafiore e Francisco Ramírez. Para a Macaca quem marcou foi Felippe Cardoso.

No mesmo grupo, o Cruzeiro segue vivo na disputa mesmo jogando a competição com uma equipe alternativa, pois os comandados do técnico Célio Lúcio provaram seu valor e venceram o Flamengo por 1 a 0. Para bater o rival carioca, o Cruzeiro teve que mostrar solidez defensiva diante de um adversário que também jogava sua sobrevivência no torneio.

Bem postado atrás, o time celeste também se mostrou contundente em suas subidas ofensivas que, mesmo em menor quantidade, sempre levaram perigo ao gol do Rubro Negro. Já no final do segundo tempo, aos 39 minutos, Vinícius usou o corpo para se desvencilhar da defesa, e a bola acabou sobrando para o centroavante Bruno, que cruzou para Alesson garantir a vitória estrelada.

No Campo do Sesc, teve clássico uruguaio pelo Grupo A. Quem se deu melhor foi o Defensor que com gols de Scarelo e Falconis derrotou o Nacional por 2 a 1. Por sua vez, o Fluminense venceu o Palmeiras por 2 a 1 mesmo com vários desfalques e sem poder contar com nenhum zagueiro entre os titulares – Ibanez e Geovani lesionados e Matheus Lorentz e Alex suspensos. O técnico Leo Percovich teve que improvisar, mudar a forma de jogar da equipe e surpreender o adversário.

Todos os gols da partida aconteceram no segundo tempo. Aos dois minutos, Patrick Luan foi mais esperto que a zaga do Palmeiras e bateu na saída do goleiro. Não demorou muito e os Moleques de Xerém ampliaram com gol de Rômulo. O volante que retornou neste ano do STK Fluminense Samorin foi fundamental na organização do meio de campo. O camisa sete, recebeu passe de Patrick Luan dentro da área e bateu rasteiro. Com a vantagem no placar, o Fluminense jogou com inteligência para manter o controle da partida. O Verdão correu atrás em busca do empate, mas só descontou com Papagaio, após rebote do goleiro, aos 38 minutos.

Fone: (51) 3214-6000